03 dezembro 2015

Responsabilidades, crises e sonhos


Estava eu assistindo algumas episódios de Grey's Anatomy, um deles falava sobre responsabilidades e ter que crescer e isso fez que eu lembrasse e repensasse sobre acontecimentos da minha vida. As vezes eu me pego em um daqueles dias que nada dá certo e admito que me jogo no caminho mais fácil, sentar e chorar.

Outro caminho mais fácil é achar que todas as coisas são culpas de outras pessoas, que todas conspiram contra mim como se eu fosse o centro do universo. Estou sendo imatura? estou. Quando foi que o mundo achou que eu estava preparada para um turbilhão de responsabilidade? está é a questão, ninguém se importa com isso, apenas temos que aceitar.

As vezes ouvir algumas palavras duras de pessoas que a gente ama pode doer, pode causar raiva momentânea, mas depois que a cabeça esfria a gente percebe que precisávamos escutar aquilo para ter um choque de realidade, acordar para vida e aprender a se virar sozinho.

Foi difícil entender que chorar não resolvia os problemas e que nem sempre as pessoas poderiam parar a vida delas na hora que eu queria para me consolar, as pessoas tem outras responsabilidades, bem maiores, e problemas demais para ficar cuidando das minhas crises existenciais.

Outro dia também escutei que se queremos uma coisa bem feita temos que fazer por nós mesmo, não adianta só sonhar e depositar seus sonhos em outra pessoa esperando que ela realize, se você não se mexer e fizer por você ninguém vai fazer. Depositar os seus sonhos em alguém é querer sonhar por tal.

Boa madrugada, alguém que pegou quatro exames.

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por dedicar uma parte do seu tempo para deixar um comentário, eu fico muito feliz!